sábado, 3 de julho de 2010

Terminei de ler "Paulo", de Charles R. Swindoll







" Os homens despiram Paulo, amarraram-no, de joelhos, ao pilar baixo, deixando expostos a nuca e o pescoço. (...), o carrasco franziu a testa, enquanto brandia a lâmina, reluzente ao sol da manhã, erguendo-a bem alto, (...) A cabeça de Paulo rolou no pó. Naquele momento brutal, silenciosa e invisivelmente, a alma do grande apóstolo - homem de graça e de firmeza - foi imediatamente liberta. O seu espírito voou para os céus: ausente do corpo, afinal, em casa com o Senhor."

Fiz questão de transcrever pra vocês as últimas frases do livro. É assim que termina o último capítulo deste livro que me fez repensar em muita coisa a esta altura do meu chamado. Ai! Bendita hora que eu decidi comprá-lo naquela tarde "meio-sem-rumo" de segunda-feira em uma livraria no Centro de Maceió. Fico "besta" de ver como os filhos de Deus são guiados pelo Espírito Santo de Deus (Rm 8.14.).

Sabe, o maior sentimento que me tomou neste período de leitura foi de VERGONHA. Pôxa, eu só conheci Jesus porque um judeu classe média com mais de uma graduação, poliglota, decidiu dedicar o que lhe restava de vida ao Cristianismo. Escreveu a maior parte do Novo Testamento, fundou quase todas as igrejas dos primeiros 100 anos de Evangelho na Terra, um homem abundante nos dons.
Detalhe: Sem carro, sem avião, sem internet, sem celular, sem gráfica, sem equipamento de som, luz e muitas vezes até sem equipe! Nos seus últimos dias de vida chegou a pedir que Timoteo viajasse para lhe fazer companhia, pois se sentia só( olha a tal da solidão que falei em uma postagem anterior).

Pois é.....vergonha. Sei que os tempos são outros e que talvez, a nossa maior batalha hoje seja a de arrancar a cultura do atual século da nossa personalidade. Não temos culpa de já nascermos em uma sociedade individualista, preguiçosa, oportunista, egoísta, consumista, etc. Já aconteceu comigo de eu pensar em ser igual a todo mundo, não alterar o sistema, de achar que já faço muito compondo, cantando, de ser apenas mais uma...só que Deus não me chamou pra ser igual a ninguém. Deus não te chamou pra ser igual a ninguém. Mesmo que você não cante, ou não faça algo tão notável no Reino, na Igreja, com certeza você tem um propósito que envolve sua profissão, seu trabalho e é aí que você tem que fazer mais do que um não-cristão ou um cristão desmotivado faz.

Eu já falei aqui e vou repetir: O que Deus quer que eu faça nesta Terra, de fato, ainda nem começou. Algumas providências precisam ser tomadas, a base da torre não está pronta. Mas quando começar.....................................................srrsrsrrs....chega me dá água na boca! Nem de longe vou conseguir atingir a honra do Grande Apóstolo, mas sem dúvida farei tudo comparando com o tudo que ele fez. Sem recursos.

- Minha cara Amanda Tintino, vamos fazer logo este Mob Dance! Conheço uma pessoa que já organizou coreografias desta grandeza aqui am Alagoas. Inclusive eu até já participei de uma no Estádio Rei Pelé em 1992. É só a gente se reunir e planejar quem vai fazer o quê.

Meus santuxinhos, volto depois tá? Agora já estou lendo mais dois livros absurdamente bons!!! Indicados pelo meu amigo Jaza!

Amo

Amo

Amo

Amo

E não é pouco.

Muito. Mesmo.

Vocês.

Sarah.

5 comentários:

Thaisa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Abigail disse...

Sarah eu qro participar do MOB DANCE**
Fik na paz
Q DEUS t abnçoe sempre

Jazanias de A. Oliveira disse...

Sarah,

Peço ao nosso Senhor que ele utilize literaturas como meio de aprofundarmos o nosso entendimento das Escrituras. Pela compreensão do que foi feito e ensinado, Deus fortalece o nosso Espírito, lembrando-nos que o Deus que agiu na vida daqueles homens é o Deus que não muda. Deus instituiu alguns para mestres. Não desprezemos aquilo que Deus dispensou, em Sua sabedoria, sobre a igreja como meio de edificação.

Que as nossas leituras exaltem a Revelação (Escritura) de Deus, de modo que, por elas, saibamos o que devemos crer acerca de Deus e aquilo que Deus requer de nós.

Graça e paz.
Beijão.

Sarah Farias WatchGirl disse...

Amém Thaisa.

Amém Abigail.

Amém Jazanias.

sandro disse...

Fico aqui lendo suas materias, nossa!! como eu fico motivado, como eu me sinto mais alegre, como eu me identifico com os textos, como eles sao edificantes, nossa!!...algumas vezes eu fico me achando um perdido na multidao, por esta no meio de tantas pessoas que se dizem cristaos e que na verdade tudo nao passa de apenas uma faxada, uma mascara...Costumo dizer que fui marcado, sabe...como um fazendeiro marca seus animais na fazenda,assim aconteceu comigo. Acho que nao consigo ser diferente. Fico muitas vezes me achando um doido.kkkkkkkkkkkk!!ai eu venho aqui no blog e vejo que existem homens e mulheres que AMAM a DEUS assim como eu. OH ALELUIA SENHOR!!! GLORIA AO TEU NOME!!!brigadao sarah!! continua escrevendo, tem me ajudado muito!! beijao!!