quarta-feira, 28 de julho de 2010

Ainda Não Foi AprovadoO 100%......Isso, sim, é Verdade!

Universidade argentina exorta governo a não legalizar “casamento” gay

Matthew Cullinan Hoffman, correspondente na América Latina
BUENOS AIRES, Argentina, 5 de julho de 2010 (Notícias Pró-Família) — Uma universidade argentina está exortando o Senado da nação a rejeitar o “casamento” gay.
A Universidade Austral, uma instituição educacional católica ligada à organização Opus Dei, divulgou um documento de 170 páginas sobre a questão. O documento observa que “a inadmissibilidade do casamento homossexual não é uma questão religiosa, mas em vez disso um debate público, secular e civil e é apoiado por tratados internacionais de direitos humanos, os quais só reconhecem o direito de casamento entre um homem e uma mulher”.
O documento conclui que “o projeto de lei é inconstitucional e contrário aos direitos humanos” porque mina “o direito fundamental ao casamento, à proteção integral da família e ao cuidado e promoção do interesse superior da criança”.
O documento também alerta contra a adoção homossexual. “Conforme demonstram muitos estudos científicos, o interesse superior da criança exige de forma enérgica a criação e educação das crianças com a ação conjunta de um pai e de uma mãe”, declara o documento, avisando que crianças expostas a “pais” gays provavelmente sofrerão as numerosas patologias que sofrem os homossexuais.
“Numerosos estudos psiquiátricos indicam a tendência homossexual como um distúrbio da personalidade, o qual em numerosos casos tem sido modificado por meio de tratamento, ou indicam a ligação freqüente do mesmo com várias patologias psiquiátricas”, declara o documento.
O documento foi assinado pelo reitor da universidade, bem como pelo deão da Faculdade de Ciências Biomédicas, o diretor médico do Hospital da Universidade Austral, e o deão da Faculdade de Direito.
A Argentina se tornou um campo de batalha por causa do “casamento” homossexual em meses recentes, com juízes emitindo decisões contraditórias que permitem ou proíbem a prática. Até o momento, oito duplas gays registraram seus “casamentos”, mas a legalidade máxima de tais uniões permanece em dúvida enquanto os tribunais superiores examinam os casos para decidir sua coerência com a constituição e com a lei nacional.
O Senado argentino está atualmente examinando um projeto de lei para a criação de “casamento” homossexual depois que foi aprovado pela Câmara dos Deputados em maio.
Cobertura relacionada de LifeSiteNews:
Homosexual "Marriage" Bill Advances in Argentina
http://www.lifesitenews.com/ldn/2010/may/10051014.html
Argentine Bishop States Gays Can Overcome Same-Sex Attraction, Leads Pro-Family March
http://www.lifesitenews.com/ldn/2010/jun/10062103.html
Argentinean Evangelicals Protest Against Homosexual 'Marriage'
http://www.lifesitenews.com/ldn/2010/jun/10060110.html
Adopted Children Reject Gay Adoption as "Marriage" Legislation Advances in Argentina
http://www.lifesitenews.com/ldn/2010/jun/10060903.html
Battle of the Judges Continues in Argentina over Gay 'Marriage'
http://www.lifesitenews.com/ldn/2010/apr/10040801.html
First "Gay Marriage" Registered in Argentina
http://www.lifesitenews.com/ldn/2010/jan/10010603.html
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Fonte: http://noticiasprofamilia.blogspot.com

5 comentários:

Bmpelafé disse...

E tomara que essa pouca vergonha não seja admitida mesmo, imagine uma criança crescer em um lar onde dois homens são seus pais?!!
é impossível que ela não seja influenciada por esse estilo de vida, que cá entre nós é bem deturpado né.

Sarah Farias WatchGirl disse...

O pior de tudo, ainda, é privar a criança de duas figuras determinantes na formação da personalidade: A figura Paterna e Materna.

Pai: Indentidade, autoridade,limites;

Mãe: Afeto, compaixão e limites;

Isso não é abstrato. Não dá pra assumir "de fora pra dentro"...no registro da criança, no mínimo, vai ficar uma anomalia, uma coisa estranha, que parece mas não é, que é mas não parece...uma confusão!

Algumas vão conseguir se "configurar" bem, porque cada pessoa registra os acontecimentos de uma forma particular, mas, serão excessões....que pena!

Hoje, olha o que a ausência de uma figura paterna em casa tem feito na nossa geração..são pais que desistem dos desafios da convivência e da formação dos seus próprios filhos em troca de prazeres momentâneos.

Aí cresce uma "reca" de gente sem raíz, sem entender o que é autoridade, limite...gente sem pé e sem cabeça...

É mole?

Eloisa Carla ♥ disse...

A familia está perdendo sua identidade... não é mole não !!!

Sarinha amore, aprendi a mexer, depois quando tiver um tempinho vc dá uma olhadinha nas minhas postagens.. se puder comentar ficarei feliz !!!

Bjosssssssssssss ♥

Bmpelafé disse...

E vamo atualizar esse blog né! rsrs

Marcello Barbosa disse...

Em nome de JEsus isso não será aprovado, ainda existe servos orando contra essa vergonha.
Perdoa senhor porque eles não sabem oque fazem.
Sara, Ninguem tem noção do que é ser possuido por esse demonio do homossexualismo da prostituição só quem passou.
Mas Deus pode libertar, Ele tem poder sou prova disso.
HOje sou testemunha viva do poder de Deus.

Deus é fiel!!!!

Bjs