sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Independência!




Como é bom ser independente.

Como é bom não estar preso a nada a não ser seus valores, suas crenças, sua idéias, sua paixões, e etecetera e tal...se forem nobres - é claro!

Jesus era. Elias era. Paulo era.

A sensação de liberdade vale mais do que favores, permutas, acordos, contratos. Eu amo sensações! Pago por elas. Luto por elas. São as sensações que constroem nossa memória; que dão peso aos nossos registros;

a sensação de estar no altar;

a sensaçõo de dar um mergulho no mar;

a sensação de comprar;

a sensação de ser amado e amar;

a sensação de sorrir, chorar e falar;

a sensação de adorar;

a sensação de ser livre pra viver e sentir tudo isso;

Pra ser independente é necessário alguns requisitos:

1. Ter coragem. 2. Ser autêntico 3. Ser Provedor de si mesmo 4. Sentir-se completo com a própria presença

Não é egocentrismo. Não confunda, é Plenitude de corpo, alma e espírito.

É inteireza do "ser".

Quem é inteiro é bem resolvido. Pra ser inteiro, é preciso não estar preso a nada, nem ninguém que destrua essa "inteireza". Como descobrir se dependo dos outros? Eu posso depender dos outros em muitos itens:

* Da aprovação dos outros;

* Do amor dos outros;

* Do dinheiro e/ou coisas dos outros;

* Da gratidão e reconhecimento dos outros;

* Da espiritualidade dos outros;


Infelizmente, nossa geração está com preguiça de filtrar as informações que recebe, e acaba absorvendo com facilidade TUDO que ouve, e se for com estatísticas então - é digno de total aceitação. Que tragédia! Um exemplo claro disso é essa supervalorização dos relacionamentos interpessoais. Você é tão coagido a viver se relacionando que acaba ficando dependente em excesso desses relacionamentos. Se você for do tipo mais discreto ou até tímido mesmo, é considerado um doente. A regra vigente é: quanto mais gente você conhecer mais "normal" você será. Aí, é todo mundo correndo atrás de todo mundo, de todo jeito, em todo instante, a todo custo.

A questão é a seguinte: Eu estou inteiro? Um relacionamento interpessoal precisa de, no mínimo, duas pessoas. Se eu não estiver inteiro ( inteireza, plenitude do ser), não vão estar ali duas pessoas e sim uma e meia, e olhe lá se a outra tiver inteira. Isso implica entender que, a que não estiver inteira, ao invés de desenvolver um relacionamento de troca, vai entrar com saldo negativo e vai querer receber sempre nascendo assim uma DEPENDENCIA. Agora, imagine duas pessoas pela metade?

Não creio que existe um padrão de relacionamento a impor. Nem tampouco, um estilo de ser, tipo discreto ou mais intenso. Creio somente, que, para amar o outro, preciso me amar primeiro, e assim evito a dependência. Para amar a si, precisa-se conhecer a "si". Para conhecer a "si" preciso ficar a sós comigo, com quem me criou. Mas, para ficar a sós, preciso abrir mão dos outros. Mas, como vou aguentar um sábado? um domingo? uma sexta-feira? uma semana? ...sem sair, sem badalar?

É desse jeito que os médicos não conseguem mais estudar como antes. Nem os advogados. Nem os educadores. Nem os compositores. Nem os cantores. Nem os cirugiões. Etc...É a geração Tinky Winky, Dipsy, Laa Laa, Po..Teletubbies, teletubbies....tudo é brincadeira, tudo é superficial..profundidade que é bom? NADA! Falo dos teletubbies porque eles se encaixam no exemplo, pois já foi confirmado que o desenho promovia a imbecilidade em crianças.

Chega de Geração Teletubbies!

Precisamos de pessoas inteiras, provadas pela vida, firmes. Que saibam se relacionar com equilíbrio! Respeitando Eclesiastes 3. Respeitando a profissão, a solidão, a oração, os estudos, o outro...a ponto de não depender dele.

Relacionamento Sim. Dependencia? Não!

7 comentários:

Dc. Gedilson disse...

Sim, sim
Falta um pouco de aprofundamento verdadeiro em tudo que se faz, se é pregar que seja em pregar pois a palavra é de Deus e não do homem

Deus continue te abençõando Sarah

Dc. Gedilson disse...

Visite o blog da minha igreja também e deixe seu comentário

http://admaragogi.blogspot.com/

Eloisa Carla ♥ disse...

Minha, nossa geração infelizmente é uma geração conformada, e quando digo conformada não é c/ pouca coisa não!! Esse conformismo está presente em várias áreas, tanto na vida pessoal, quanto na profissional e pior de todas na espiritual !!!
MEU DEUSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS
Simplesmente cruzamos os braços, e nada fazemos p/ mudarmos...isso precisa mudar definitivamente !!!

E independência é ótimo, mas temos que está preparados, assim como vc bem disse Sarinha.

Bjo no ♥

lirayth disse...

ENQUANTO AS PESSOAS ALIMENTAREM E FORTALECEREM ESTE SISTEMA ORIUNDO DESTA CULTURA PODRE QUE NOS É IMPOSTO FICA MUITO DIFÍCIL TENTAR SOBREVIVER A TUDO ISTO E AINDA CONSEGUIR TER A TÃO SONHADA INDEPENDÊNCIA. ESTOU ESPERANDO EM DEUS QUE ME CONCEDA ALCANÇAR ESTA TÃO SONHADA INDEPENDÊNCIA, E SE DEUS NÃO ME CONCEDER ISTO, NINGUÉM MAIS PODERÁ FAZÊ-LO, POIS, SÓ EM DEUS ESPERO E CONFIO! ÀS VEZES PENSO QUE SÓ ALCANÇAREI A PLENA INDEPENDÊNCIA APÓS PASSAR DESTA PRA MELHOR...

ELAINE disse...

A única dependência que necessitamos é depender do nosso Pai, pois ninguém pode nos suprir se não aquele que nos criou. Elaine Rios, Fortaleza - CE

A Menina dos olhos de Deus disse...

lindas palavras....se puder mim seguir no meu blog, ficarei muito grata...Deus te abençõe sempre...beijao!!

Thaisa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.