sábado, 18 de julho de 2009

Falta A Ousadia dos Verdadeiros...isso sim!





Quando eu converso com minha vó, uma mulher de pouco estudo - por falta de oportunidade, porém com muita cultura e desejo de justiça, eu me pego indo para uma linha de questionamentos infinitos... por que nossas gerações são tão diferentes em tão pouco espaço de tempo? Como minha avó conseguiu se manter "viva" em suas idéias, firme nos seus valores, forte em sua maneira de defender naquilo que acredita?


Minha vó morava em uma fazenda aos arredores de São Luís do Quintunde quando decidiu ir para a cidade (São Luis, rs). Ela plantava arroz e conseguiu ir com a família para a cidade. Foi na fazenda ainda que ela ouviu uma canção da Harpa Cristã "...tantos como areia da praia..." e ali aceitou a Jesus quando minha mãe tinha 7 anos de idade. Ela não sabia ler muito bem, mas o desejo de ler a Bílblia fez com que ela praticasse a leitura e hoje ela tem decorado dezenas de versículos com suas referencias. Trabalhou na Igreja Ass Deus limpando, varrendo durante anos e nunca aceitou ser remunerada, quando via uma coisa errada na igreja procurava o responsável, falava, e resolvia. Minha mãe e minhas tias são pessoas adimiráveis em tratando-se de educação, todas estão na Igreja e minha avó hoje desfruta os frutos de ter trabalhado e lutado muito por sua família. Minha tia Laudicéia Farias, reabriu um ponto comercial que minha vó tinha e construiu um mercadinho que hoje é um supermercado. Minha mãe tocava acordion e cantava nos cultos de rua na adolescencia e tinha o sonho de ser cantora, por falta de oportunidade, ela não conseguiu, porém ao ver o que Deus tem feito em minha vida, ela se realiza.


Vez ou outra ela fala pra mim de como era a Igreja naquela época; como eram as famílias; como era a sociedade. Meu pai também fala.


É impossível não analisar porque não conseguimos manter o ritmo do "avanço espiritual, emocional e de relacionamento". Isso é até um paradoxo porque temos mais conhecimento, mais meios de comunicação, nossas igrejas estão mais preparadas e mais "humanas"...Pelo que entendo, quando alguém se converte mesmo, ele assume o caráter de Cristo e isso vai refletir na sociedade. A minha irmã trabalha em um laboratório e um certo dia um cliente pediu uma nota fiscal superfaturada porque era a empresa que ele trabalha que estava pagando o exame. Minha irmã disse que não poderia faze-lo e o homem a insultou e perguntou: vc é crente é? Minha irmã confirmou e ele saiu furioso. O IBOPE DO REINO SUBIU porque ela teve coragem de assumir sua cristandade fora de casa e da Igreja.


Imagine comigo se 80% dos evangélicos resolvessem deixar de ser "agentes secretos", e começassem a fazer jus ao que ouvem nos púlpitos e ao que lêem ou deveriam ler na Bíblia...Meus Deeeuuus!!! Seria uma loucura gospel!!! rsrsr


Se diretores evangélicos de escolas públicas ousassem desafiar o sistema corrupto de merendas...


Se alunos evangélicos começassem a conquistar seus colegas pra si e depois pra Jesus, não teríamos tanta violência nas escolas...


Se todos os casais evangélicos levassem a sério a castidade e exames pré-nupciais, inspiraríamos mais os outros e os números falariam melhor do que nós mais tarde...menos gasto pro governo com tratameno de doenças sexualmente transmissíveis como a AIDS, menos dor para as pessoas...


Se parássemos de assistir determinadas programações de TV , a audiência cairia - claro! Somos quase 20% já no Brasil e crescemos mais do que a população por ano. Yes!!!


Eu poderia citar mais exemplos...eu sou assim, ache ruim quem quiser, amo minha fé, meu Deus, minha religião - por que não? a religião não salva mas protege, educa, conduz. Ai de mim se não fosse crente. Eu gossssssssssto de ser crente, toda vida gostei. Obrigada pastores, missionários, mamãe, papai, vóvó, tias de escola dominical, tias do coral infantil...sei que vcs não são perfeitos mas o que vcs fizeram em minha vida foi perfeito!!!!


Temos tudo pra ganhar esse Brasil e já que ele é grande demais, vamos começar por onde estamos mesmo. E quando a coisa começar a mudar, os de fora vão querer saber como fizemos. É por isso que quando dizem pra mim: - Sarah, sai daqui, se não vc não vai fazer sucesso no Brasil. Eu entendo o desejo das pessoas, mas em meu coração eu sinto que Deus já tá levando meu CD enquanto abençoo meu estado. Visitando as igrejas, pregando nas igrejas eu tenho incentivado os jovens, os lideres, os pastores a honrarem Alagoas. Minha banda é toda daqui. O CD foi feito aqui. Os produtores são daqui. Quando viajo o povo não acredita. É de Alagoas mesmo?


Falta coragem dos que verdadeiramente vivem na verdade.


"O mal prospera quando os homens bons fracassam"


Por isso falo aqui o que Deus me fala no quarto, nas igrejas - não tenho medo! Se eu me calar, até as pedras clamarão. Amém?


Tem gente errada se aproveitando do evangelho? Tem sim sinhô! E Cadê os verdadeiros? Estão em suas poltronas confortaveis assistindo o que não presta...estão com preguiça de fazer a obra de Deus...estão com preguiça de orar, estudar e ascender na sociedade como carvalho de justiça!


É difícil mesmo amados...Jesus já tinha nos preparado pra isso, seríamos odiados por causa dEle.

Mas - eia! Voltemos ao primeiro amor e mostremos a revolution santa que podemos fazer na cidade.


Continua...

2 comentários:

cintia disse...

Gostei dos ´´agente secretos´´ e tem esses é? rsrs.
não sabia que a tia val tocava arcondion!

Sarah Farias WatchGirl disse...

ô se tem viu Cintia...