quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Eu e Minhas Chatices.




Sou chata. Eu posso até arriscar dizer que é mais fácil me adimirar de longe do que de perto. E, eu não lembro de ter sido diferente, sempre fui assim. Tenho opiniões e posturas, às vezes, impopulares.

Tô "braba" com essa "reca" de líder que se empolga com o assédio das autoridades e seus respectivos favores. Liberação disso ou daquilo. Cargo disso ou daquilo. Toda eleição é essa "ladainha" - como se fala aqui no Nordeste.

Não sou apolítica - muito pelo contrário - até gosto! O que me deixa chateada é lideres aos montes que, ao invés de orar, ficam se comportando como se estivessem na corte do Rei Luíz XIV da França no apogeu da Idade Moderna. Este monarca era paparicado pelos que ansiavam seu apreço, suas jóias, suas terras, suas festas e até mesmo seu simples "olhar", e para alcançar isso, valia tudo! Até contar piada pra fazer o Rei Sol rir....o qual, na maioria das vezes, repudiava, fingia que não via, que não conhecia, quando não, também fingia que gostava daquela pessoa, daquela família...por aí vai..era aviltante!
Ma-as, assim como tudo debaixo so sol, o "Rei Sol" passou, e com ele, toda sua pompa, toda sua corte ridícila e fútil. Aliás, nem mais o atual Presidente da França, Sarkozi e sua Primeira-Dama, a Sra. Carla Bruni brilham nos tablóides internacionais como brilhavam a pouco mais de dois anos atrás quando casaram.

Tudo passa. E tolo é quem se apega às ondas desse mar inconstante que é a vida.

Eu não prefiro nem a onda, nem o mar, fico com as experiências e com a biodiversidade desse mar.

Eu sei o que tenho pra oferecer como uma ativista do Reino de Deus: Fé, Direção, Oração, Resposta, Milagres, Salvação. Na Bíblia, os reis procuravam os Profetas e não os Profetas que procuravam os reis, a salvo, quando Deus tinha um recadinho de emergência pra entregar. Por isso, eu me pertubo com certas coisas. Faço "cara de paisagem", mas quem me conhece, percebe na hora que eu estou reprovando. Eu não vejo um líder desse procurar uma autoridade fora do período de campanha para orar com ela e/ou por ela. Eu nunva vi um líder desse dar nada a uma autoridade que não fosse para benenfício próprio. Que pena!

Por isso falta pão na Casa do Pão. Falta Separação. Falta Purificação. Autenticidade. Falta a palavra "Não" no vocabulário desses lideres. Não é tudo que os "Rei Sol" odeiam!
Eu amo ser cantora da Palavra de Deus. Amo ser compositora da Palavra de Deus - desde quando só a minha Igreja ouvia - desconfiada - as minhas músicas inéditas, meio feias, mas cheias de experiências profundas com Deus. Amo ser crente. E, se tem uma coisa que eu peço ao meu Deus é que me dê filhos que O amem como eu O amo - sem vergonha! Ninguém precisa me aceitar, ir com a minha cara....a graça de Deus me basta e essa graça atrai pessoas, atrai recursos, atrai alianças, atrai projetos....é tolice pegar um atalho na corte do Rei Sol e perder a graça. É tolice.

A graça. O favor. A unção. Nada de bajulação. Nada de banquete "intencional". Nada de palavras que massageiam o ego! Tá repreendido todo espírito de Balaão.Favor de Deus é uma coisa, favor de homens é outra! O favor de Deus não rouba nossa unção, nosso caráter, nossa paz...o favor de Deus não precisa de negociação com homens - estes, são só os canais do favor.
Complicado. Deu uma vontade de orar agora....! hehhe

Beijos, meus amoressss!

7 comentários:

Guerreeira disse...

Concordo plenamente!
Até parece que estamos em sintonia. he he
Ontem também estava revoltada e soltei cobras e largartos lá no meu BLOG

Juliana disse...

Não dirijo estas palavras a ninguém em especial e também não tenho a intenção de julgar ninguém, por isto faço uma reflexão usando termos no plural.


É muito difícil escolher o caminho estreito. São nesses momentos em que nos damos conta da fraqueza humana e principalmente no quesito hipocrisia, somos (raça humana)muito contraditórios, mudamos de idéia de acordo com as vantagens.
De fato, muitos de nós perdemos a primogenitura como Esaú por coisas banais, passageiras, que nos encantam aos olhos... mas que são passageiras.
Em momentos de dificuldades muitos de nós optamos pelo caminho mais fácil, buscamos atalhos que nos levem a solução daquele problema mínimo aos olhos de Deus, como é difícil para muitos de nós crermos em suas promessas, confiarmos e esperarmos carregando o fardo de talvez uma longa espera pela sua provisão. Sem falar dos que usufruem do nome de Deus para se promover. Qual definição dar a esta política que nós que nos intitulamos cristãos estamos fazendo? É para o interesse de quem?

rejane disse...

Sarah te admiro demais quando eu crescer no mundo espiritual quero ser igual a vc.Pq hoje vi o vídeo do SILAS MALAFAIA SE ALFINETANTO COM O BISPO EDIR Macêdo.Fiquei muito triste com aquilo.Bjssss

Sarah Farias WatchGirl disse...

Juliana,

Pretendo postar melhor sobre alguns pontos que me vieran à cabeça enquanto lia seu comentário.

Vejo que existe uma preocupação real dentro de você quando o assunto envolve Igreja, Política, etc...

Que bom!

Bem, Nem tudo é tão difícil e nem tudo é tão fácil!

Na verdade, tudo depende de como está o nível do meu relacionamento com Deus. Se alguém é líder religioso por vocação, logo, ele deveria estar preparado para privações, farturas, aceitação, rejeição...como Paulo fala: Em tudo estou instruído.

Também é errado acreditar que tudo é marketing.

Usar a publicidade para promover o Reino é diferente de usar a publicidade para vender uma Igreja, um Cantor, Um CD, etc.

No entanto, alguns lideres acabam se tornando um produto porque o mercado assim os fez! Creio que têm lideres que nem sabem o que representam de verdade pra's pessoas. Já têm outros que "se acham" até demais!

Como destinguir uns dos outros?

Pelos frutos! De segunda a sexta! Em casa! Na Faculdade!Eu, por exemplo, não "escuto" quem não conheço!Quando digo escuto, refiro-me ao fato de não tomar como verdade pra minha vida uma música ou uma pregação vinda de alguém sem história, sem precendentes ou de alguém que "caiu" em sua vida com Deus!

Aos que não são vocacionados, desejo sorte! Só isso! Muita Sorte!

Aqui na Terra!

Porque lá no céu não vai ter sorte! Deus vai dizer: Não conheço você!

Juliana disse...

Não lhe conheço pessoalmente, apenas tiro algumas impressões. Todavia no quesito louvor e adoração, quando ouço suas músicas, não lhe considero uma artista (por causa dos seus dons), mas lhe vejo como uma adoradora do Deus vivo, uma voz que clama no deserto, uma mulher desbravadora, ousada, você vai a frente e prepara o terreno. As músicas que você compõem, eu tenho certeza que são vindas do trono, são preciosas e cheias de unção. Por esta qualidade, e não me refiro a qualidade que resulta do processo de produção terrena, mas a que está em você, pois lhe considero realmente um vaso nas mãos de Deus.

E quanto a política, isto é algo muito preocupante pra mim, penso muito nos benefícios e maleficíos que uma política contraditória pode trazer a população brasileira e a igreja (instituição) e a outra Igreja (nós), mas creio em Deus que qualquer ato que desfavoreça a liberdade dos cristãos é ilagal no céus e inconstitucional segundo as leis terrenas. Deus é maior!

Fernando disse...

Sarahhhhhh ta parecendo uma vampira de True Blood nessa fotinha !!!!!

Sarah Farias WatchGirl disse...

Olha quem resolveu dar o ar da graça!

Para Fernando.

Bom te ver por aqui!